top of page

BRONKA - FURDUNÇO QUEER FEMININO PERIFÉRICO + EBONY + TASHA & TRACIE

Atualizado: 4 de out. de 2022

Veja como 4 mulheres criativas estão quebrando barreiras e conquistando espaços através de eventos que tem como foco a comunidade feminina, lgbtqia+ e preta.



Na carência de espaços para a juventude feminina, lgbtqia+ e preta na cidade de Belo Horizonte, as DJ’s Kingdom, Bebela, Pat Manoese e Roxie criaram o coletivo BRONKA na perspectiva de transformar a cena local e poderem idealizar, através dos seus eventos artísticos musicais, espaços de liberdade, respeito e lazer para essas comunidades que diariamente são oprimidas e ou excluídas pelo sistema. E também através da sua oficina de DJ, voltada para serviços relacionados a iniciação na discotecagem que incentiva jovens a entrarem para o mundo da arte. Vemos um grande esforço nessas quatro mulheres que fazem todo um corre para que o público alvo possa curtir da melhor forma, e isso se concretiza quando vemos o sorriso das pessoas que circulam no evento, com seus kit's lindos e penteados únicos que parecem ter saído de revistas de moda, mas que são apenas expressões reais dessa juventude que possui tanto potencial criativo. Fomos aos eventos do coletivo, feitos próximo ao baixo centro de Belo Horizonte - zona conhecida por bares considerados decadentes, vendedores ambulantes, moradores de rua e usuários de droga - onde tiveram como atração EBONY em agosto e TASHA & TRACIE em setembro, umas das maiores artistas de rap no Brasil, todas em seu primeiro show como atração principal na cidade. Algo que não é novidade, já que a Bronka sempre tem trazido artistas para se apresentarem em seus eventos de forma inédita.

Essas 3 artistas são consideradas umas das maiores rappers da cena de rap atualmente. E tudo se condiz quando vemos o role da Bronka lotado, onde os fas das artistas conseguiram esgotar os ingressos para assistir as gêmeas um dia antes do evento. Após apresentações incríveis da EBONY e TASHA & TRACIE, e sempre no pós show rolava danças de break e vogue nos palcos, ocupados por artistas colaboradores do coletivo e do próprio público que quase enlouquecido subem ao palco ao som de set's transcendentes. Veja fotos dos eventos, a entrevista e um video doc a seguir.

COLETIVO BRONKA



BRONKA + EBONY








QUEM SÃO AS PESSOAS QUE HOJE SOMAM NA EQUIPE BRONKA? (DJ’s e EQUIPE CRIATIVA, EXECUTIVA)


Hoje somos uma equipe formada por mtas mãos que fazem tudo acontecer da melhor forma. O squad completo é: Bebela Dias, Roxie, Pat Manoese e Kingdom. E nessa caminhada chamamos a Natália Amaro e o Daniel Ramos para somar nas produções com a gente!


COMO VOCÊS SE CONHECERAM?

Na primeira Bronka que rolou, Dj Kingdom foi convidando as Djs de BH para colaborar na Bronka. E desde então seguimos juntas pois vimos potencial na proposta.


COMO SURGIU A IDEIA DE CRIAREM A BRONKA?


A carência em rolês voltados para um Line-Up estruturado apenas com mulheres e LGBTQIAP+ foi o nosso norte. Precisávamos de espaços para mostrar nosso potencial e disposição de fazer uma cena igualitária.









COMO VOCÊS DEFINIRIAM O PÚBLICO QUE FREQUENTA OS ROLÊS QUE VOCÊS FAZEM?


Acreditamos que o público hoje é 90% feminino e LGBTQIAP+. Atingimos o público alvo.


VOCÊS POSSUEM OFICINA DE DJ QUE TEM COMO FOCO MULHERES QUE QUEREM INICIAR NA DISCOTECAGEM, EXPLIQUEM PARA NÓS MAIS SOBRE ESSE PROJETO?


BRONKA também tem um projeto ‘OFICINA/WORKSHOP’ voltado para o público feminino e LGBTQI+ afim de introduzir técnicas de mixagem eficientes para a discotecagem. O objetivo é proporcionar a vivência ao público alvo em questão, priorizando a introdução e prática da musicalidade necessária para a ocupação de importantes espaços de eventos na cidade.


FUNK MINEIRO, 2000, R&B, HIP HOP, AFROHOUSE, COMO VOCÊS PERCEBERAM QUE A BRONKA IRIA MANIFESTAR TODA ESSA MISTURA DE RITMOS?


Como somos diversas, cada DJ da Bronka tem o seu ritual de pesquisa, e isso implica diretamente na pista de dança. A manifestação de variados ritmos diz muito sobre o que cada uma representa em sua residência.












VOCÊS POSSUEM ALGUMAS COLABORAÇÕES INSANAS COM NOMES DE PESO COMO A EBONY, BIVOLT, LAURINHA SETTE, AFROLAI, LARINHX… ARTISTAS QUE EM SUA MAIORIA NUNCA TINHAM PISADO NA CIDADE. COMO ESSA EXPERIÊNCIA TEM AJUDADO VOCÊS A IMPULSIONAR OS NOVOS PROJETOS DA BRONKA?


Estamos muito orgulhosas de poder trazer para nossa cidade, experiências com artistas que admiramos. Tem sido uma troca mto linda com o público da Bronka. E como visamos o desenvolvimento do projeto, a cada evento a gnt tem aquele gostinho de que podemos mais. E tamo aí estudando cada passo dado para que possamos cada vez mais impulsionar os nossos sonhos.

COMO VOCÊS AVALIAM ATMOSFERA DA PARTICIPAÇÃO DE VOCÊS NO FESTIVAL AZEDA?


O Azeda foi incrível! Foi nossa primeira vez na Virada Cultural. A organização e estrutura de palco foi linda! Nosso show foi memorável, público também com o astral lá em cima. Real uma experiência única que traz satisfação no trampo que a gente tem feito.

VOCÊS POSSUEM DJ SET’s DA BRONKA DISPONÍVEL EM ALGUMA PLATAFORMA OU POSSUEM ALGUMA IDEIA SIMILAR PARA O COLETIVO?

Essa é uma ideia que estamos trabalhando coletivamente. Ainda não temos o coletivo em alguma plataforma. Mas certeza que vem muito aí!







BRONKA + BAILE ROOM + TASHA & TRACIE









NA VISÃO DE VOCÊS HOJE EM DIA EXISTE MAIS REPRESENTATIVIDADE FEMININA E LGBTQIA+ PARA ARTISTAS PERIFÉRICOS DO QUE NA ÉPOCA EM QUE CRESCERAM? O QUE ACHA QUE PODEMOS FAZER PARA CONTINUAR COM ISSO E IRMOS ALÉM?


Seria um sonho olhar para o lado, e enxergar o cenário igualitário que tanto almejamos. Ainda tem muito caminho pela frente, muitos locais para serem ocupados, muito discursos para serem absorvidos… A ideia é não parar de demonstrar para o que viemos, não deitar pra nada tá ligadx! O que tiver que ser feito será feito! A luta continua!


QUAIS SÃO AS METAS DA BRONKA PARA O FUTURO?


Visamos um futuro aonde iremos colher os frutos de muito suor. Pois acreditamos mil em

nossa caminhada. Não podemos falar muito! Pq senão não realiza né! Haha Mas o intuito é continuar trilhando o caminho certo sem pisar em cima de ninguém. É isso!






















73 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page